5 sinais que o cachorro dá quando está doente

5 sinais que o cachorro dá quando está doente

Os seres mais cheios de amor que nós conhecemos, muitas vezes ficam dodói e nós nem nos damos conta, por isso veja 5 sinais o seu cachorro dá quando está doente!

1. Coçar, lamber ou morder-se com frequência

Diferente dos gatos, não é tão comum que os cães lambem-se tanto. Cães que começam a ter este comportamento com muita frequência, principalmente com foco apenas em um lugar do corpo, podem estar com algum problema de pele, pulgas, carrapatos, objetos presos em seu pelo, pele ou patas, enfim, seu bicho precisa de intervenção.

Caso não haja nenhum objeto ou incidência de parasitas, seu pet pode estar com alguma alergia ou doença de pele. (Ainda pode ser um sintoma de stress).

2. Mudanças bruscas de comportamento:

Quando um animal fica agressivo por exemplo, (se ele não é assim frequentemente), esse pode ser um sinal de que algo não está bem. Se ele passou a ameaçar alguém da família com rosnados ou posturas de intimidação, ele pode estar se sentindo nervoso com alguma dor …

Se o cão ou gato ficar apático, sem energia e passa a dormir demais, isso pode significar várias coisas: desde a incidência de uma anemia, dores nas juntas, fraqueza decorrente de alimentação inadequada, até problemas de coração ou artrite

Já o cachorro que aparenta estar apenas triste, preste atenção se houve fatores recentes que possam ter desencadeado um quadro depressivo: você tem tido tempo para brincar com ele? Você ou sua família tem dedicado tempo a ele? Há algum animal ou membro novo na família (ele pode estar com ciúmes)?

3.Vômitos e diarreias

Apenas um episódio de vômito ou alguns episódios ocorridos após um fato que justifique (como a ingestão de muita gordura, guloseima diferente ou algo que seu animal não devia comer) são comuns.

Porém, se seu pet está vomitando muitas vezes e os sintomas envolvem diarreia, procure um veterinário com urgência.

4. Perda de apetite ou muita sede

Seu cachorro não está comendo, não tem apetite ou está comendo menos que o normal, esses podem ser um sinal que algo não vai bem com sua saúde.

Da mesma forma, sede excessiva sem uma justificativa conhecida (como exercícios ou clima quente) também não é comum. Leve-o ao veterinário.

5. Desmaios, convulsões, tremedeira ou pressionar a cabeça na parede

Problemas neurológicos podem acometer animais de estimação de várias formas. Por isso é tão importante sempre estar atento… se o seu cachorrinho está mais lento que o normal, tem tremedeiras ou, até mesmo simples problemas comportamentais, estes sintomas podem ser atribuídos a desordens neurológicas.

Há vários tipos de problemas neurológicos em animais: alguns são congênitos e outros podem se desenvolver com a idade. Há causas como doenças infecciosas, traumáticas, degenerativas, hereditárias, vasculares e intoxicações. De qualquer forma, o dono deve ficar atento. Veja alguns sinais:

  • Apresenta convulsões (contração de membros ou do corpo todo)
  • Cegueira (animal se bate em objetos da casa)
  • Confusão mental e problemas cognitivos (não reconhece o dono rapidamente, fica parado em frente à parede ou objetos, não localiza a comida, água ou chamados)
  • Falta de equilíbrio (cai com facilidade)
  • Anda compulsivamente (fica andando em círculos ou sem direção por muito tempo)
  • Movimenta os olhos na horizontal sem parar
  • Apresenta um certo desvio na cabeça (como se estivesse com torcicolo)
  • Dificuldades de locomoção (não consegue subir escadas ou levantar-se com as patas traseiras)

Por isso, se ele apresenta visivelmente alguns destes sinais, leve seu amigo ao veterinário o quanto antes possível.

Veja também:

Tatuagem de cachorro, inspirações para fazer a sua

10 aplicativos que toda mulher deveria ter no celular

8 filmes que mexem com pessoas sensíveis