Batida de Carro, o que fazer?

Batida de Carro, o que fazer?

BATEU O CARRO NÃO SABE O QUE FAZER!!! SIGA ESSAS ORIENTAÇÕES:

SOLUÇÕES PRÁTICAS DO QUE FAZER NESSA HORA.

Ao contratar um Seguro de Automóvel, você receberá uma apólice com as coberturas contratadas e um CARTÃO da Seguradora, contendo seus dados e o telefone da Central de Atendimento 24 horas, anote esse telefone na agenda do seu celular e GUARDE ESTE CARTÃO JUNTO COM O DOCUMENTO DO CARRO.

·         MUITA CALMA NESSA HORA, EVITE DISCUSSÕES e BRIGAS, lembre-se você possui SEGURO, não é discutindo que encontraremos o culpado.

 

COLISÃO SEM VÍTIMA:

1º. Retire o veículo da via pública, sinalize o local para evitar novos acidentes.

2º. Ligue para a assistência 24 horas da sua seguradora, caso necessite de guincho ou táxi, lembre-se se optar por uma oficina referenciada da seguradora terá desconto na franquia caso contrário não terá o benefício as seguradoras não se responsabilizam pelo serviço executado (garantia na qualidade dos serviços) em oficinas que não são referenciadas; Na central de atendimento a assistente lhe indicará as oficinas disponíveis para encaminhar seu veículo.

3º. Faça “B.O” (Boletim de Ocorrência), imediatamente, na delegacia ou pela internet.

4º. Caso prefira fazer B.O pela internet colha o máximo de informações, tais como: data, hora, local (endereço completo com ponto de referência), placa do veículo, e dados do motorista com endereço e telefone para contato se ele possuir seguro verificar em qual seguradora.

Obs: Com todos os dados em mãos, ligue para seu corretor ele irá lhe auxiliar na abertura do sinistro e lhe orientar qual será o melhor procedimento nessa hora.   

5º. Se o Terceiro for culpado e não quiser assumir, MANTENHA A CALMA, faça todas as recomendações acima possíveis, se precisar solicite a Assistência 24 horas para te auxiliar e/ou para retirar seu veículo do local;

6º. Anote: nome de testemunhas a seu favor, endereço, telefone e RG para propor ação de ressarcimento de danos futuramente;

7º. Se o Terceiro for o culpado e assumir, solicite o nome da Seguradora, nome do responsável e telefone para contato;

8º. Lembre-se, deverá proceder conforme as exigências da Seguradora do mesmo para reparar o seu veículo, ficando a cargo deles a autorização do serviço.

09. Documentos que deverão estar no veículo para vistoria, quando o veículo for para oficina:

*     Cópia do DUT

*     Cópia da CNH (Carteira Nacional de Habilitação)

*     Cópia do B.O (Boletim de Ocorrência)

10º.  Pague a Franquia correspondente diretamente na oficina sendo ela credenciada ou não e retire seu veículo consertado. As oficinas costumam parcelar a franquia em até 04 vezes, negocie.

11º. Se o Terceiro for o culpado, você poderá entrar no juizado de pequenas causas para solicitar a devolução do pagamento da Franquia.

12º. Se você for processado remeta a citação para sua seguradora não faça acordo, deixe o departamento jurídico da seguradora cuidar disso para você, para não implicar em perda de direito. Em qualquer dos casos, jamais conserte seu veículo por meios próprios, sem a devida autorização da sua Seguradora ou da Seguradora do Terceiro, para não implicar na perda de direito do mesmo.

COLISÃO COM VÍTIMA:

1º. Retire o veículo da via pública, sinalize o local para evitar novos acidentes.

2º Caso haja vítima, providencie socorro imediatamente, em Santos ligue 193, anote para onde está sendo encaminhada a vítima e seus dados pessoais;

3º. Faça “B.O” (Boletim de Ocorrência), imediatamente, na delegacia mais próxima ou no local do acidente se estiver presente autoridade policial (190).

4º. Se você contratou seguro com assistência 24 horas poderá solicitar guincho, táxi, estadia verifique condições de contratação diretamente na central 24 horas da sua seguradora (consulte telefone no link assistência 24 horas).

5º. Anote: dia, hora e local exato do acidente, nome do motorista, telefone para contato, número da carteira de habilitação, RG, dados do veículo, placa, modelo e descrição detalhada do acidente, se possível tire fotos, pois pode ajudar em caso de esclarecimento dos fatos.

6º. Se o Terceiro for culpado e não quiser assumir,MANTENHA A CALMA, faça todas as recomendações acima possíveis, se precisar solicite a Assistência 24 horas para te auxiliar e/ou para retirar seu veículo do local;

7º. Anote: nome de testemunhas a seu favor, endereço, telefone e RG para propor ação de ressarcimento de danos futuramente;

8º. Se o Terceiro for o culpado e assumir, solicite o nome da Seguradora, nome do responsável e telefone para contato;

9º. Lembre-se, deverá proceder conforme as exigências da Seguradora do mesmo para reparar o seu veículo, ficando a cargo deles a autorização do serviço.

10º. Leve seu veículo para uma Oficina Autorizada pela Seguradora para ter direito aos benefícios, como: desconto na franquia, carro reserva ou caso contrário perderá os benefícios e a seguradora não se responsabilizará pelo serviço executado (garantia na qualidade dos serviços e desconto na franquia somente nas oficinas referenciadas);

11. Documentos que deverão estar no veículo para vistoria, quando o veículo for para oficina:

*             Cópia do C.R.L.V – (Documento de Porte Obrigatório)

*             Cópia da CNH (Carteira Nacional de Habilitação)

*             Cópia do B.O (Boletim de Ocorrência)

12º.  Pague a Franquia correspondente diretamente na oficina, sendo ela credenciada ou não e retire seu veículo consertado. As oficinas costumam parcelar a franquia em até 04 vezes, negocie.

13º. Se o Terceiro for o culpado, você poderá entrar no juizado de pequenas causas para solicitar a devolução do pagamento da Franquia.

14º. Se você for processado remeta a citação para sua seguradora não faça acordo, deixe o departamento jurídico da seguradora cuidar disso para você, para não implicar em perda de direito.

15º. Em qualquer dos casos, jamais conserte seu veículo por meios próprios, sem a devida autorização da sua Seguradora ou da Seguradora do Terceiro, para não implicar na perda de direito do mesmo.

ROUBO OU FURTO DE VEÍCULO

1º. Muita calma, nessa hora;

2º. Anote o local, hora e data do ocorrido;

3º. Denuncie o ROUBO ou FURTO à polícia – 190 (polícia militar) e 147 (polícia civil), faça B.O  e se perceber que os documentos do veículo também foram furtado/roubado faça constar no B.O .

Obs: Em caso de furto o B.O poderá ser realizado pela internet, em caso de roubo somente no distrito policial.

4º. Ligue para seu Corretor e entregue os documentos iniciais para dar entrada no sinistro na seguradora, lembre-se outros documentos poderão ser solicitados de acordo com as condições do veículo:

+ Cópia do C.R.L.V – (Documento de Porte Obrigatório)

+ Cópia do Documento Único de Transferência (DUT), frente e verso.

+ Cópia da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do motorista

+ Cópia da Carteira de Identidade (RG) e do CPF do Segurado

+ Cópia do Boletim de Ocorrência (BO);

+ Termo de Entrega do Veículo (veículo roubado/furtado) em caso de recuperação do veículo.

5º. Após encaminhar toda documentação para seguradora a indenização ocorrerá no prazo máximo de até 30 dias corridos. Se, eventualmente, a seguradora solicitar documentos complementares aos que já foram entregues, a contagem do prazo de 30 dias será interrompida, sendo retomado quando a documentação for entregue. Quando o segurado recebe indenização integral, a propriedade do veículo deve ser transferida para a seguradora. Atualmente o prazo praticado pelas seguradoras para pagamento integral da indenização é bem reduzido, sendo raro alcançar os 30 dias.

6º. Verifique os débitos do veículo, (multas / IPVA / DPVAT/ Licenciamento). Em algumas seguradoras é possível debitar esses valores da indenização, em outras, para a indenização é necessário a quitação dos débitos.

7º. Se o veículo for financiado (leasing/CDC), verifique junto ao banco o total de sua dívida, pois a seguradora indeniza valor de mercado, tem como base a tabela FIPE. Se a tua dívida for maior que a indenização, providencie junto ao banco devedor a quitação da diferença. Caso tenha diferença a receber, em caso de Leasing: o banco repassa a diferença ao arrendatário, em caso de CDC: a seguradora repassa para o segurado ou proprietário do veículo.

8º. Se na tua apólice houver débitos de seguro a vencer, a Seguradora irá deduzir o total das parcelas na indenização do veículo, pois nos casos de Indenização Integral, após a liquidação do sinistro a apólice é cancelada.

INCÊNDIO – RAIO OU EXPLOSÃO

1º. Mantenha a calma;

2º. Anote o local, a hora e a data;

3º. Ligue para o Corpo de Bombeiros – 193, ou Polícia Militar – 190 ou, Polícia Civil – 147;

4º. Faça o “BO” (Boletim de Ocorrência), imediatamente, na delegacia mais próxima do Sinistro, não se esqueça de incluir no B.O se os documentos do veículo foram danificados/queimados junto com ele;

5º. Ligue para o Corretor e entregue os seguintes documentos :

+ Cópia do C.R.L.V – (Documento de Porte Obrigatório)

+ Cópia do Documento Único de Transferência (DUT), frente e verso

+ Cópia da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do motorista

+ Cópia da Carteira de Identidade (RG) e do CPF do Segurado

+ Cópia do Boletim de Ocorrência (BO);

+ Termo de Entrega do Veículo após periciado pelo DETRAN, caso tenha sido incêndio parcial.

6º. Caso tenha sido uma perda parcial, encaminhe o veículo, para uma oficina referenciada da Seguradora ou ao Posto de Vistoria da Seguradora, para que se verifique o estrago causado e seja encaminhado para reparos.

7º. Caso seja perda total. Encaminhe toda documentação para seguradora, a indenização ocorrerá no prazo máximo de até 30 dias corridos. Se, eventualmente, a seguradora solicitar documentos complementares aos que já foram entregues, a contagem do prazo de 30 dias será interrompida, sendo retomado quando a documentação for entregue. Quando o segurado recebe indenização integral, a propriedade do veículo deve ser transferida para a seguradora. Atualmente o prazo praticado pelas seguradoras para pagamento integral da indenização é bem reduzido, sendo raro alcançar os 30 dias.

8º. Verifique os débitos do veículo, (multas / IPVA / DPVAT/ Licenciamento). Em algumas seguradoras é possível debitar esses valores da indenização, em outras, para a indenização é necessário a quitação dos débitos.

9º. Se o veículo for financiado (leasing/CDC), verifique junto ao banco o total de sua dívida, pois a seguradora indeniza valor de mercado, tem como base a tabela FIPE. Se a tua dívida for maior que a indenização, providencie junto ao banco devedor a quitação da diferença. Caso tenha diferença a receber, em caso de Leasing: o banco repassa a diferença ao arrendatário, em caso de CDC: a seguradora repassa para o segurado ou proprietário do veículo.

10º. Se na tua apólice houver débitos de seguro a vencer, a Seguradora irá deduzir o total das parcelas na indenização do veículo, pois nos casos de Indenização Integral, após a liquidação do sinistro a apólice é cancelada.

INUNDAÇÃO

01. Evite locais de Inundação em épocas de chuvas;

02. NUNCA ABANDONE SEU VEÍCULO e AGUARDE SOCORRO;

03. Se o veículo estiver em uma inundação, e desligar sozinho e todos seus comandos se apagarem ou o motor ficar submerso: NÃO LIGUE A IGNIÇÃO! Pois, irá danifica-lo ainda mais;

04. Se você ficar “ilhado” e não tiver como retirar o veículo do local, desligue o carro, ligue a luz de alerta e caso esteja em local perigoso procure um local próximo e seguro para se abrigar. Ligue para a assistência 24 horas do seu seguro e aguarde o socorro chegar;

05. Se você encontrar seu carro estacionado em uma inundação, siga os passos informados no item 04.

06. Não aconselhamos a travessia em locais Inundados, sugerimos manter seu carro em local seguro e esperar baixar a água;

07. Preserve seu automóvel, mesmo que seja um veículo preparado Off-Road,  pois caso fique comprovado que você contribuiu para agravar o risco poderá perder seus direitos, conforme apólice contratada.

08. Observe que em algumas seguradoras, é possível contratar a cobertura de “alagamento”, ela é específica para higienização do veículo em casos de enchente, pois caso o veículo não sofra perda parcial nem perda total, você poderá utilizar essa cobertura para a limpeza do veículo.

Em caso de dúvidas, ligue para o seu Corretor.

Boletim de Ocorrência online:

Permite solicitar a elaboração de Boletins de Ocorrência Policial, pela Internet, relacionados à ameaça, crimes contra a honra (injúria, calúnia, difamação), furto de veículos, desaparecimento de pessoas, encontro de pessoas, furto de placas automotivas, furto e perda de documentos e celulares e acidentes de trânsito sem vítimas. Para outros tipos de ocorrência, a solicitação deve ser feita em um distrito policial. É possível também acompanhar o andamento da solicitação e conseguir o boletim para impressão diretamente no site, após o mesmo ter sido avaliado e aprovado.

Bati o carro e agora?

Quem é que nunca se envolveu em um acidente de trânsito, seja como motorista ou até mesmo na qualidade de passageiro ou vítima? Por outro lado, as pessoas não sabem ao certo o que fazer apos um acidente e, desta forma, ficam perdidas e desnorteadas.

 A maioria desconhece os passos básicos que terão que tomar no que diz respeito á elaboração da ocorrência. Portanto, os envolvidos vão pra lá e pra cá, perdendo um tempo precioso até descobrirem o procedimento correto; isso se descobrirem. As dúvidas são muitas em relação aos acidentes com ou sem vítimas.

Para tanto passaremos a esclarecê-las separadamente.

1) Acidente sem vítima: Se você envolveu-se em um acidente de trânsito com qualquer outro veículo e verificou que ninguém saiu ferido o primeiro passo é retirar os veículos da pista de rodagem. É importante desobstruir o trânsito sem ficar batendo boca com seu oponente de maneira infantil, atravancando o fluxo de carros. O nervosismo nessa hora de nada adiantará. Você deverá manter a cabeça fria, para realizar os procedimentos exigidos por lei. Nesses casos normalmente a polícia não irá ao local. Caberá as próprias partes dirigirem-se ao batalhão policial da área do acidente, com os veículos sinistrados, para lavrarem a ocorrência policial, normalmente para fins de reparação de danos. Se você tiver dúvida sobre o local do registro de ocorrência, ligue para o 190 e solicite orientação. E se os veículos envolvidos não tiverem condição de rodagem? Nesses casos as partes podem providenciar o serviço de guincho para levar os autos até o batalhão da polícia militar mais próximo para registrar a ocorrência ou ainda pedir apoio à PM, pelo telefone 19O. É importante que você consiga o nome e o endereço de transeuntes que presenciaram o acidente para poder arrolá-los como testemunha do fato. Qual a conseqüência na esfera criminal? Nenhuma, pois o acidente de trânsito sem vítima não caracteriza crime algum.

2) Acidente com Vítima: Nos acidentes de trânsito com vítima, ou seja, em que qualquer pessoa (motorista, passageiro ou transeunte) se ferir, mesmo que levemente, caberá o acionamento imediato da Polícia Militar pelo fone 190. Nesses casos, vislumbra-se a ocorrência do crime de lesão corporal em sua forma culposa (negligencia, imperícia e imprudência) e, então, uma guarnição da PM ficará responsável pela apresentação dos envolvidos na Delegacia de Polícia mais próxima. Por outro lado, os autos envolvidos não devem ser removidos do local do embate, que será preservado pela guarnição da P.M. á espera da realização da perícia técnica requisitada pelo Delegado de Polícia plantonista, responsável pela circunscrição. Somente nos casos de obstrução da pista de rodagem, havendo a possibilidade de provocar outros acidentes, em razão da posição dos autos danificados, é que os veículos envolvidos serão removidos para local seguro, onde posteriormente passarão pela perícia técnica. Se porventura, alguma vítima estiver presa às ferragens ou gravemente ferida, devemos ligar imediatamente para o Resgate pelo fone 193, em busca de auxílio.

O que devemos fazer se notarmos que o outro condutor está aparentemente embriagado ou drogado?

Acione imediatamente a polícia militar, expondo a guarnição que vai atender a ocorrência sobre suas suspeitas em relação á embriaguez ou dopagem do outro motorista. As partes serão conduzidas á Delegacia de Polícia mais próxima, para elaboração da ocorrência, em que o condutor que aparenta estar embriagado responderá pelo crime do art.306 do Código Nacional de trânsito que dispõe o seguinte: “Conduzir veículo automotor, na via publica, sob influencia de álcool ou substancia de efeito análogo, expondo a dano potencial à incolumidade de outrem. Pena: detenção de seis meses a três anos, multa e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor”.

Que providencia devemos tomar se o condutor do veículo que provocou o acidente de trânsito lograr fuga?

Avisar rapidamente pelo fone 190 o ocorrido a policia sobre as características do auto que deixou o local do acidente e a direção tomada pelo infrator. É importante saber que o Novo Código Nacional de trânsito estipula em seu art. 305, crime apenado com detenção de 6 meses a 1 ano ou multa, “quando se afastar o condutor do veículo do local do acidente para fugir a responsabilidade penal ou civil que lhe seja atribuída”.

Telefones das Assistências 24 horas das Principais Seguradoras

ALLIANZ

Automóvel

Auto Vip

0800.7777.243

0800.130700

Automóvel Baixada Santista

0800.7070172


AZUL

Automóvel (SP)    4004.3700

    

Automóvel (FORA SP)  0800.703.0203


BRADESCO

Automóvel (SP  4004.2757

Automóvel (FORA SP)  0800.701.2757

Vidros (NACIONAL)  0800.701.7997

HDI

Automóvel(SP)                                3003.4434    

   –   4002.1261

Automóvel (FORA SP)           0800.707.7724   –

0800.777.7434

ITAÚ

Automóvel (SP)

(11) 4004.4444

Automóvel (FORA SP)

0800.727.4444

LIBERTY

Automóvel e Vidros  

0800.701.4120

      4004.5423

MARÍTIMA

Automóvel  

0800.016.2727

0800.016.4949

Residencial  0800.177.444

Vidros  0800.703.9991

PORTO SEGURO

Automóvel (SP)  (11) 3337.6786

Automóvel (FORA SP) 

0800.727.0800

Residencial (SP)  (11) 3366.3110

Residencial (FORA SP)  0800.727.8118


SUL AMÉRICA

Automóvel (SP)  (11) 4004.4100

Automóvel (FORA SP)

0800.727.4100

                                              TOKIO MARINE

Automóvel (SP)  (11) 4133.6537

Automóvel (FORA SP)  0800.318.6546

ZURICH

Automóvel  0800.702.5159

Automóvel  0800.729.1400

TELEFONES DE EMERGÊNCIA: DDD 13

Acidentes e ocorrências de trânsito: 194

Água e esgoto: 195

Ambulância / Pronto-socorro: 192

Bombeiros: 193

Bombeiros postos 1 e 2: 3237-6962

Casa de Saúde de Santos – 3202-2500

CVV (Centro de Valorização da Vida): 3234-4111

Defesa Civil: 3232-9772 ou 3210-5000 ramal 5539 ou 199

Delegacia da Mulher: 3235-4222

Delegacia de Polícia: 3228-6430

Disque Aids – 3219-6050

Disque Drogas – 3232-1212

Disque Criança Urgente: 0800-177766

Energia Elétrica: 196 ou 0800-102570

Farmácias de plantão: 136

Hora certa: 130

Hospital: 3232-5262

Hospital Ana Costa – 3222-9000

Hospital Beneficência Portuguesa – 3221-3434

Hospital Infantil Gonzaga – 3289-4141

Hospital Santa Casa – 3202-0600

Hospital São Lucas – 3221-3232

Policia Civil: 197

Polícia Militar: 190

Pronto-socorro Ana Costa: (0xx13) 3222-7000

Pronto-socorro Central: (0xx13) 3221-4230

Pronto-socorro do Coração: (0xx13) 3222-4888

Pronto-socorro Infantil Gonzaga: (0xx13) 3289-4141

Pronto-socorro Municipal Macuco:(0xx13) 3221-6542

Pronto-socorro Zona Noroeste: (0xx13) 3230-1212

Telegrama Fonado: 0800.550 135

Telestrada, pedido de ligações para veículos em rodovias através de rádios: (11) 154.

TERMINAIS DE ÔNIBUS E RODOVIÁRIA

RODOVIÁRIA: 3219.2194 – Praça dos Andradas, 45.

Breda: 3219.4284

Companhia São Geraldo: 3219.3137

Empresa São João Turismo: 3219.5736

Intersul Transportes: 3219.7639

Litorânea Transportes Coletivos: 3232.2009

Ultra: 3219.4880

Viação Cometa: 3219.1352

Viação Piracicabana: 3219.2112

Expresso São Paulo: 3219.1585

Andorinha: 3216.1567

Serviço Municipal de Transportes Coletivos (SMTC): 3222.6468

 

Fonte tudosobreseguranca.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.