Os clipes mais populares de 2018 até agora

Os clipes mais populares de 2018 até agora

O que realmente bombou este ano? As verdadeiras criações que fizeram sucesso, venha assistir os clipes mais populares de 2018 até agora!

“This is America” – Childish Gambino

Com referências que citam a brutalidade da polícia americana diante da população negra. A produção foi feita de uma forma tão meticulosa que vira e mexe novas informações sobre a obra surgem. Desde coreografia à direção de cena, Donald pensou em cada detalhe para complementar a letra da música e debater a questão racial nos Estados Unidos.

“All the Stars” – SZA, Kendrick Lamar

Música que figurou no sucesso Pantera Negra. Para além do filme, o clipe é um espetáculo por si só. A produção é dominada por efeitos especiais e um figurino ostentador. O plot twist da história é que o vídeo está sendo processado por fazer uso de desenhos que remetem a uma obra de arte de Lina Iris Viktor.

“Só Quer Vrau” – MC MM ft. DJ RD

A série: La Casa de Papel conquistou o mundo inteiro, mas foi Só Quer Vrau que realmente conquistou o povo brasileiro. Inspirado na série de sucesso, o hit trouxe no clipe diversas referências ao show, sem falar do passinho que contagiou todo mundo.

“God is a Woman” – Ariana Grande

Figurino, cenografia e edição se constroem juntas para mostrar do que Ariana é capaz nesse clipe de “God is a Woman”. Ariana Grande teve mais de vinte milhões de visualizações em um final de semana.

God’s Plan – Drake

O single ‘God’s Plan’ foi uma das boas apostas de Drake para 2018. O músico gastou cerca de 1 milhão de dólares para criar o clipe da música. Mas o melhor, é que o dinheiro foi usado ao longo do vídeo, o rapper aparece comprando brinquedos para crianças, entregando dinheiro para as pessoas na rua e doando algumas centenas de dólares para uma escola. Foi um verdadeiro sucesso!

“Apeshit” – The Carters

Comentado em todo mundo, o clipe de “Apeshit” teve nada mais nada menos do que o Louvre como locação para o vídeo. O debate mais uma vez é sobre questões raciais, mostrando a exploração das pessoas negras frente à toda aquele arte de brancos.

Me Solta – Nego do Borel

Uma verdadeira polêmica é o que esse clipe para a faixa ‘Me Solta’ do cantor Nego do Borel. Enquanto alguns aplaudiram de pé o beijaço gay do músico, a comunidade LGBTQ ficou um tanto quanto revoltada com o fato do artista usar a causa para ganhar dinheiro e apenas isso. A verdade nós não sabemos, mas que o clipe foi um sucesso, isso sim podemos afirmar!

“My Way” – One Bit, Noah Cyrus

Cheio de cor e com uma coreografia não muito coreografada, My Way possui muitas coisas que estão em alta no mundo pop, sem deixar o conceito do vídeo exagerado. A verdade é que, ao som de uma música pop bem dançante, o vídeo é simples e gostoso de se assistir.

“Ginga” – IZA, Rincon Sapiência

Um clipe rico em fotografia, figurino e visual é o ‘Ginga’, da cantora IZA. A produção deixa claro que usou e abusou de inspirações afro, e este é, de longe, o que torna o vídeo tão único e autêntico.

“Bumbum de Ouro” – Gloria Groove

Um clipe cheio de luz e looks dourados foi o que Gloria Groove fez quando resolveu se reunir com outras duas das maiores drag queens deste país para esta produção que caiu no gosto do povo!

“Django Jane” – Janelle Monáe

Janelle Monáe com todo o seu poder feminino, é famosa por fazer clipes provocantes e chamativos. Esse ano a cantora trouxe ainda mais temas feministas para as suas produções com o clipe de Django Jane. Figurino, coreografia e direção simplesmente espetaculares.

“One Kiss” – Calvin Harris, Dua Lipa

Com muito chroma key e sobreposições psicodélicas com cores vibrantes para contrastar com as cenas, o vídeo produzido por Calvin Harris, deixou óbvio que está totalmente na vibe dos anos 80. O clipe já passou de 249 milhões de visualizações.

Veja também: 

10 provas de que você está usando os emojis da forma incorreta

Melhores aplicativos para complementar o instagram