Funchicória – vilão ou herói?

 

Funchicória: o que os médicos dizem:

 

 

Nem tudo que é planta é natural.

A funchicória é um remédio (assim sendo deve ser receitado apenas por médicos) que tem a seguinte composição:

Extrato mole de chicórea / Ruibarbo em pó / Essência de funcho / Sacarina pura 



Por conter a sacarina (não natural) é docinho e essa é uma das razões pela qual a criança se acalma. Não é bom dar açúcar e nem sacarina para crianças não é mesmo?



Além disso, o ruibarbo, por exemplo, em excesso pode trazer espasmos gastrointestinais dolorosos, que dão lugar a rectocolite, perda do potássio e está contra-indicado em casos de gravidez, lactância, menstruação, hemorróidas, cistite, insuficiências renais ou cardíacas, entre outros.



Segundo a Sociedade de Pediatria do Rio de Janeiro (SOPERJ): Produtos naturais da flora medicinal, também chamados de fitoterápicos, exercem grande atração sobre o público e merecem nossa atenção quanto a sua utilização terapêutica. A funchicória apresenta-se sob a forma de pó obtido a partir de uma planta chamada funcho ou erva-doce. Proporciona efeito relaxante e algo sedativo, acreditando-se benéfico como auxiliar no tratamento sintomático da cólica, pois sabemos que a tensão é um dos principais elementos envolvidos na gênese da cólica do lactente. Contudo, o uso excessivo pode ser prejudicial, havendo relatos esporádicos de sedação excessiva, com pausas respiratórias. Não deve, pois, ser utilizado sem supervisão médica, sob risco de prejudicar a saúde do bebê.



Assim sendo, procure o seu pediatra para uma avaliação.



fonte: Dr. Moises Chencinski

Médico pediatra e homeopata

 

Bom, minhas filhas usaram muito. Mas agora, com todas essas informações é melhor a precaussão, não acham?  

Priscila Kovacs

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.