Expressões preconceituosas que você deveria parar de usar

Termos que você deveria parar de usar

Algumas expressões preconceituosas que falamos mas que deveríamos excluir do nosso vocabulário. Você sabia que elas podem machucar alguém? Veja algumas:

“Gordice”

“O que gorda faz? Gordice”. Não, minhas amigas, pessoas gordas fazem tudo o que todo mundo faz: passeiam no shopping, estudam, trabalham, namoram e se apaixonam. Usar o termo “gordice” é reforçar a ideia de que tudo que as gordas fazem é comer, e, mais que isso, de que devemos sentir culpa ao comer. “Dar uma de gorda”, “fazer gordice” não é nada além do cotidiano ato comer. Todas as pessoas no mundo comem, isso não é exclusividade das gordas. Não merecemos julgamentos diferentes se o que comemos é salada ou chocolate, é tudo comida e cada um escolhe o que coloca dentro do corpo.

Por Isadora M., Natasha Ferla e Julia Oliveira.

“A coisa tá preta”

A fala racista se reflete na associação entre “preto” e uma situação desconfortável, desagradável, difícil, perigosa.

“Homossexualismo”

O termo correto é homossexualidade. O sufixo “ismo” é utilizado para designar doenças e a orientação sexual não é doença.

“Negro(a) de traços finos”

Ou a “beleza exótica”, tratando o que está fora da estética branca e europeia como incomum.

“Mulher de respeito”

Dizer que uma mulher é de respeito por seu comportamento é impor um comportamento que deve ser seguido por todas as mulheres que exigem um tratamento digno. Toda mulher, de todos os tipos, cores e ideologias de vida devem ser respeitadas!

“Cabelo ruim”

Fios “rebeldes”, “cabelo duro”, “carapinha”, “mafuá”, “piaçava” e outros tantos derivados depreciam o cabelo afro. Por vários séculos, causaram a negação do próprio corpo e a baixa autoestima entre as mulheres negras sem o “desejado” cabelo liso. Nem é preciso dizer o quanto as indústrias de cosméticos, muitas originárias de países europeus, se beneficiaram do padrão de beleza que excluía os negros.

“Inveja branca”

A ideia do branco como algo positivo é impregnada na expressão que reforça, ao mesmo tempo, a associação entre preto e comportamentos negativos.

Essas são só algumas de tantas expressões preconceituosas que às vezes ainda utilizamos. Por isso, antes de falar: pare, pense e não deixe escapar algo que vá desrespeitar o próximo, jamais!

Veja também:

O documentário que muda a vida de qualquer mulher

Coisas que você não deve falar para uma mulher